Sobre Abandonar Livros


   Tento manter o meu histórico de leitura atualizado no aplicativo do Skoob o máximo possível. Não a porcentagem ou páginas que li em cada dia, mas os livros que estou lendo, li e a minha avaliação deles.
   O ano de 2018 não tem nenhum livro. O que eu achei muito estranho e estou querendo investigar, mas isso vai ficar pra outro momento. Chamou minha atenção mesmo, os hiatos sem ler absolutamente nada. Às vezes se passavam meses antes de eu encostar em um livro novamente. Aquela famosa ressaca sabe?!
    Mas no meu caso eu percebi um padrão que vou seguir explicando.
   Uma coisa que existe muito é aquela famosa frase "Mas esse livro você PRECISA ler". Seja porque o mundo inteiro gostou, seja porque é um clássico, seja porque mudou a vida da pessoa X e pode ser que mude a sua também, ou simplesmente é mais um daqueles livros que "você tem que ler antes de morrer".
   Nessa de escutar esse tipo de coisa a gente se enfia em cada livro, que talvez não combine em absolutamente nada com o que você gosta e/ou se sente bem lendo. Talvez seja mesmo um livro maravilhoso pro mundo inteiro, talvez ele tenha mudado a vida daquela pessoa. Mas isso de maneira nenhuma significa que ele vá fazer a mesma coisa por você, ou pode ser que simplesmente não esteja no seu momento de ler o tal livro. E é aí que ta. Aí a gente vai lá ler esse livro e acontece justamente isso: você não se identifica, não é o momento, ou simplesmente você odiou aquele amontoado de coisa (pode ser ué). E aí, o que fazer? 
    Eu tenho uma dó gigantesca de abandonar um livro. Se eu sei que é um livro super bem falado, mas que já não me agrada, eu acabo tentando e recomeçando o livro um milhão de vezes. E se for um livro 'qualquer' também que eu comecei mas não gostei eu acabo me forçando a terminar de ler na força do ódio mesmo. rs Tudo pela dó de abandonar um livro.
Mas aí vem o que eu vi no meu histórico de leitura. Eu termino o livro que não me agrada, OK. Mas depois desse livro, eu às vezes passo meses sem ler absolutamente nada! Porque aquele livro me gastou tanto, sendo uma leitura que não era prazerosa mas mesmo assim eu me forcei a ler, que quando chega a hora de escolher o livro seguinte, eu simplesmente não consigo escolher nem ler nada. 
   Quanta coisa mais interessante pra mim será que eu não acabei deixando de ler, porque eu estava totalmente desanimada devido aquele livro que não me agradou e eu me forcei a ler?
   Ver o meu histórico de leitura me fez pensar: vale a pena?
   OK, eu li aquele livro que é super importante na história do mundo. Mas se pra mim ele foi só um peso que não me fez sentir nada além de uma grande ressaca no final, valeu a pena?

   Existem livros ainda que eu sei que serão leituras super lentas pra mim, que talvez não me agradem 100%, mas que eu ainda quero ler na minha vida. Então me pego a pensar. Leio mesmo sem ser o momento ou espero o momento deles? Mas tem mais: e se o momento nunca chegar? Pode ser que meu momento para aquele livro não exista, pode ser que o que fez outros sentirem a necessidade de ler tal livro não venha a existir em mim. E aí? Vou nunca ler aquele clássico que faz parte da história do mundo por isso?

   Talvez eu tenha viajado muito no que eu falei. Não tenho muita certeza, rs. Mas fiquei realmente com isso na cabeça agora. Quanto do mundo que eu não conheço eu estarei perdendo se eu ignorar esses livros? E quanto do mundo eu estarei perdendo se me fazer ler esses livros e perder a oportunidade de ler coisas mais prazerosas devido a ressaca?
   Fico analisando agora, o que será que vale a pena? Claro que não escrevi isso pra chegar numa conclusão, porque se tem uma coisa que eu sei, é que pra eu mudar de ideia não precisa absolutamente nada. rs

   Eu não pretendo colocar de lado esses livros que 'mudaram o mundo' e ir ler outras coisas, mas definitivamente eu vou continuar enrolando um pouco mais pra ler alguns deles. rs

   Mas pensem vocês, o que vocês fariam ou fazem com esse tipo de situação? Ficam na indecisão, presa no meio termo como eu, ou o que decidem?
=*

Comentários