segunda-feira, 27 de março de 2017

LIVRO - Kafka e a Marca do Corvo - Romance Biográfico Sobre a Vida e o Tempo de Franz Kafka - Jeanette Rozsas


Título: Kafka e a Marca do Corvo - Romande Sobre a Vida e o Tempo de Franz Kafka
Autor: Jeanette Rozsas
Editora: Geração Editorial



Acho que só fui ouvir falar de Franz Kafka na faculdade (pelo menos que eu me lembre). No primeiro semestre, a professora de Teoria Geral do Direito indicou para a sala o livro "O Processo". Sabe como são alunos no primeiro semestre de faculdade, compram todos os livros e mal lêem metade deles. E foi mais ou menos esse o caso. Eu ainda cheguei a começar a leitura do livro, mas quase me matou de tédio e eu desisti.
Após o término dessa biografia romanceada que vou falar hoje, eu dei mais uma chance ao O Processo e posso já dizer que a minha experiência está sendo diferente. Como já reparei em vários outros momentos, eu mudei muito de lá pra cá. Evolui bastante e confesso que estou orgulhosa. Mas esse não é o assunto desse post.

Encontrei essa biografia romanceada do Kafka em uma daquelas máquinas de livros do metrô, e confesso que acho que não paguei nem R$5,00. O que ao mesmo tempo posso dizer que foi uma coisa boa, também foi ruim. Digo isso porque paguei barato em um livro que eu adorei, mas ao mesmo tempo vi que ele estava ali simplesmente para não ser descartado, sabe?! Bom, quem passou, olhou esse livro e comprou, certeza que não se arrependeu.
O livro conta um pouco da vida de Franz Kafka, mas de uma forma diferente. Diferente da Biografia do Gandhi, que foi mais séria, essa foi mais leve, apesar de uma história bem triste, e cheia de sentimentos.
Ao escrever essa Biografia romantizada, a autora baseou as descrições, sensações e os diálogos nas cartas e nos diários escritos por Franz. Tudo isso para ser o mais fiel possível. No livro entendemos um pouco mais do processo de escrita do maravilhoso Franz. Descobrimos que cada livro, por mais fantasioso que eles possam parecer, se baseiam em momentos de sua vida. O Processo, por exemplo é a respeito de como ele se sentia com seu pai, Carta ao Pai, é realmente uma carta ao seu pai, apesar de nunca ter chego as suas mãos.
Franz desde muito novo não se dava muito bem com o pai. Ele nunca correspondeu as suas expectativas e isso deixava ambos bem frustrados. Franz, queria enfrentar o pai, que era cruel com ele, mas nunca conseguia. Toda essa crueldade do pai com Franz começou bem cedo. Quando ele tinha em torno de 4 anos, Franz acordou com sede no meio da noite e começou a chamar a sua mãe de seu quarto, pedindo um copo de água. Seu pai ficou bravo e pediu, mais de uma vez, que ele se calasse. Como Franz não obedeceu, o pai foi até seu quarto, o tirou da cama e o trancou do lado de fora do terraço no frio. Depois de muito chorar seu pai o tirou de lá e ele ficou calado em sua cama. Entre outras coisas, seu pai falava-lhe que iria picá-lo como um peixe.
Além do relacionamento de Franz com o pai e o caminho de seus escritos, o livro fala de seus relacionamentos amorosos sempre conturbados e de sua sempre presente doença.

O livro é escrito de uma forma tão leve que mal acreditei que já tinha lido tudo quando acabei. É um livro curtinho (menos de 200 páginas) e apaixonante. Nele, têm várias fotos de Franz e de sua família, além de seus amores e amigos mais próximos. Acho que isso deixa o livro mais pessoal, não acham?!
Esse livro me fez ficar muito curiosa em ler todos os livros do Kafka que eu encontrar. Me entristece um pouco saber que muitos dos seus escritos foram queimados pelos nazistas. Se bem que se a vontade de Franz Kafka tivesse sido seguida, todos os seus escritos estariam destruídos, como ele colocou em seu testamento.

Bom, é um livro curto, mas conquistador. Mesmo se você não é daqueles que gosta de ler biografias esse livro tem uma grande chance de agradar. Eu, com certeza, indico

Nenhum comentário:

Postar um comentário