quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Fechando o Ano - 2016

Se eu estou atrasada pra fazer o post de fechamento de 2016? Mas é claro que estou. Quando não estou? Mas atrasos a parte, eu não li muito esse ano, fiquei totalmente enrolada com a faculdade, só consegui ler quando aliviou. Mas tudo bem, o negócio é não parar. 

Vamos então as leituras do ano.
Comecei o ano lendo os dois últimos volumes da 'Trilogia em Cinco Volumes' do Douglas Adams O Guia do Mochileiro das Galáxias: Até Mais e Obrigado Pelos Peixes e Praticamente Inofensiva. Não fiz post sobre nenhum dos dois livros, por que ainda não tinha voltado a escrever no blog. Os livros tratam de viagem no espaço, mas da forma mais fantasiosa possível. Dos 5 livros os dois últimos foram os mais fracos, mas tenho vontade de lê-los de novo, então quem sabe um dia não faço post deles aqui.





Logo depois, tinha um livrinho em casa, chamado 52 Atitudes de Uma Mulher Poderosa. Bem pequeno mas interessante. Não é daquelas leituras que mudam a sua vida, nem perto disso. Mas não morri. 



O quarto livro do ano foi A Noiva Fantasma da Yangsze Choo. Tanto o livro físico, como a histórias são maravilhosos. O livro é da editora Dark Side, e quem tem algum livro dessa editora, sabe que eles são extremamente caprichosos com os livros. Às vezes falham um pouco na revisão, mas ainda assim são caprichados. A história é muito boa, muito interessante. Eu fiquei afundada no livro. Eu só largava quando realmente precisava. 
O livro conta sobre noivas que se casam com homens já mortos para que seus espíritos possam descansar em paz. Essas noivas são chamadas de noivas fantasmas. Infelizmente não tem post no blog desse também. Mas eu com certeza indico esse livro para todos.



Depois veio Rebel da Amy Tintera, a continuação de Reboot. Nessa história uma doença afeta algumas crianças que acabam morrendo e voltando a vida. Quando mais tempo elas ficam mortas mais rápidas, fortes e emocionalmente frias elas voltam. Essas pessoas são conhecidas como Reboots. Os humanos usam os Reboots para criar um exército, mantido em rédeas bem curtas, para manter a população sob controle assim como outros Reboots. Mas uma coisa que ninguém gosta é ser controlado. Então os Reboots passam a tentar mudar isso. 
Não caiu no gosto geral, mas eu gostei muito dos dois livros. Li Reboot em 2015 e Rebel em 2016. Rebel foi o segundo livro que li em inglês na vida para praticar e não tive dificuldade com a linguagem dele.



O sexto livro do ano, na verdade foi uma HQ, De Noite Amanheço do Michel Ramalho. A HQ fala de relacionamento, fidelidade e drogas. Ela é responsável por eu voltar a ler HQs. A história é muto boa e é muito bem desenhada. Adorei a HQ, indico muito!



Decidi que ia começar a fazer Yoga, há quase 6 meses e ainda não comecei (essa sou eu). Mas isso me fez finalmente pegar o livro sobre Yoga da minha estante. O livro fala sobre os princípios básicos do Yoga, mantras e ensina uma coisa ou outra. É bem interessante para quem quer começar a fazer Yoga. Um dia juro que me animo e vou.



Acho que Yoga é um caminho para Fen Shui, certo? Ou não? Bom, logo depois de Yoga eu li Feng Shui, para uma melhor qualidade de vida da Gisele Cury. Fala sobre como melhor controlar a energia da casa, com disposição de móveis, espelhos entre outras coisas. É um livro interessante mas seria de melhor valor pra quem estivesse realmente reformando a casa e quisesse seguir as dicas.




O nono livro do mês, também foi uma HQ João e Joana por Ciclanos e Ciclanas do Pedro Hutsch Balboni. Cada página tem uma tirinha, com uma historinha com alguma relação a joaninhas. Têm tirinhas fofas e engraçadas. Achei muito fofinho! 



Drácula do Luis Scafati é uma recontagem da história original do Drácula. Mas em um livro ilustrado. 




Logo depois veio Batman: A Piada Mortal, com um final que não tem como não gostar.




Décimo segundo livro do ano Histórias Mas Assombradas de Portugal e Espanha, apesar do nome, é de um autor nacional. Não é a melhor coisa do mundo mas é legal.




Seguindo, veio a paixãozinha da minha vida: Star Wars. Tenho alguns volumes dos Comics Star Wars da editora Planeta de Agostini e esse ano eu li o Volume 3. Mas, apesar de ser apaixonada por Star Wars não pretendo continuar lendo por enquanto. Minha coleção está incompleta, preciso completá-la primeiro.




As quatro leituras seguintes foram os quadrinhos do The Last Of Us. Apesar de a HQ ser baseada no jogo, eu não sabia que ele existia. Continuo nunca tendo jogado o jogo, mas adorei a HQ.




E como não ler V de Vingança? Sempre fui apaixonada pelo filme, aí finalmente foi a vez da HQ.




E o décimo nono livro do ano Harry Potter And The Sorcerer's Stone, mais um livro em inglês pra treinar.




O vigésimo livro do ano foi Você é Insubstituível. Esse foi o primeiro livro que acompanhei mais o Audiobook.




Logo em seguida li os Volumes 1 e 2 de Zatanna. Nada como mulheres que se defendem sozinhas!





Logo em seguida li o primeiro volume do mangá da Sakura Card Captors. Sakura é o meu amorzinho de infância. Não tinha como não me apaixonar toda vez que ela também se apaixonada. Ainda não fiz post sobre o mangá. Vou fazer somente depois que eu terminar de ler todos os volumes. O que pode demorar, porque eu adoraria continuar lendo ele para sempre.




Tudo é Eventual é um livro de contos do Stephen King foi o vigésimo quarto livro do ano. Stephen King é o amor da minha vida. Adoro cada livro, conto e até os posts do twitter desse cara. Não economizei tanto o livro, mas estou economizando o post para poder continuar a aproveitar as histórias por mais um tempo. Estou fazendo um post para cada conto de livro, e ainda têm alguns para escrever.




Logo depois li os Volumes 3, 4 e 5 de Zatanna. Mas decidi que não vou mais fazer post individual para nenhum deles, não quero arriscar dar spoilers. Vou fazer um único post quando eu terminar de ler todos os volumes.






Sejamos Todos Feministas foi o vigésimo oitavo livro do ano. Ainda não tem post no blog, mas pretendo fazer um logo. É um livro bem curtinho, tem um pouco mais de 80 de páginas. É um livro que todos deveriam ler, sem exceção. Trata-se uma adaptação de um discurso da Chimamanda Ngozi Adichie. Muito interessante, mas parece que acaba do nada. Mas, ainda vou falar dele em um post só pra ele.




E pra fechar o ano, o vigésimo livro do ano foi Linha de Sombra da Lúcia Betencourt. O post fala melhor sobre ele. Trata-se de um livro de contos, mas não fui tudo o que eu pensei. 



Se eu li tanto quanto eu gostaria? Nem de longe. Mas a faculdade me segurou bastante, então não está de tudo mal.
De qualquer forma, uma coisa que eu queria fazer com mais constância era postar no blog e eu estou conseguindo fazer isso. Então estou orgulhosa.
Para esse ano fiz um Plano de leituras. Não que eu só vá ler o que está na lista, mas um plano sempre ajuda. Tem muita coisa que eu quero ler e vou fazer o possível pra ler. 
Bom, já está longo né?! Logo mais trago mais posts.
Nos vemos em breve! 💜

Nenhum comentário:

Postar um comentário